Explorando Opções De Investimento: Dicas E Riscos

Você está cansado de seu dinheiro suado apenas parado em sua conta bancária sem fazer nada ou ganhando muito pouco interesse?

Você quer que seu dinheiro trabalhe para você e cresça com o passar do tempo?

Se for esse o caso, você está no lugar certo. Neste artigo, falarei sobre diferentes formas de investir e por que elas são importantes para quem quer economizar. Falarei sobre tudo, desde os diferentes tipos de investimentos que você pode fazer até as diferentes formas de gastar e os riscos que os acompanham. Também falaremos sobre como lidar com investimentos e como eles afetam seus impostos, para que você possa tomar decisões inteligentes sobre seu dinheiro. Então, pegue uma xícara de café, sente-se e vamos conversar sobre investimentos.

Principais conclusões

  • Os investidores devem compreender os riscos associados a cada categoria de investimento, como ações, títulos, fundos mútuos, ETFs, imóveis, metais preciosos, commodities e private equity, antes de investir.
  • Diversificar sua carteira de investimentos é crucial para reduzir riscos e aumentar retornos no longo prazo.
  • Para gerenciar riscos de investimento, diversifique seu portfólio, estabeleça metas claras, eduque-se antes de investir, desenvolva um plano de longo prazo bem pensado e evite erros comuns.
  • Investir 15% de sua renda antes dos impostos é uma boa diretriz a seguir ao investir.
  • É importante compreender as implicações fiscais dos investimentos e utilizar estratégias de investimento com eficiência fiscal para minimizar a carga tributária e maximizar os retornos.

Tipos de Investimentos

Quando se trata de economizar dinheiro, as pessoas têm maneiras diferentes de gastar seu dinheiro. Diferentes tipos de ativos, cada um com seus próprios riscos, podem ser usados ​​para descrever essas escolhas. Ações, títulos, fundos mútuos e fundos negociados em bolsa (ETFs) são os tipos de ativos mais populares.

A maioria das pessoas os escolhe quando coloca dinheiro em um plano para economizar para a aposentadoria ou a faculdade.

Imóveis, metais raros, commodities e private equity são todos os outros tipos de ativos.

Antes de investir em qualquer coisa, os investidores devem conhecer os riscos que acompanham cada grupo.

Existem outros tipos de investimentos além de ações e títulos que apresentam mais riscos e dificuldades e podem não ser adequados para todos. Ações, fundos mútuos, títulos, ETFs, ouro, imóveis e itens colecionáveis ​​são apenas algumas das formas mais populares de investir.

Antes de negociar com esses ativos, o investidor precisa saber como eles funcionam e quais os riscos envolvidos.

Ações ou ações são uma das formas mais comuns de gastar dinheiro em todo o mundo, mas há riscos envolvidos.

Algumas empresas não pagam dividendos e não há promessa de que seu dinheiro voltará.

Existem diferentes tipos de contas de poupança, bem como maneiras de gastar seu dinheiro. Existem contas de poupança padrão, contas de poupança de alto rendimento, contas do mercado monetário, certificados de depósito, contas de gerenciamento de caixa e contas de poupança especiais.

A melhor conta poupança para uma pessoa depende de suas necessidades e objetivos.

Por exemplo, uma conta poupança padrão é boa para pessoas que precisam economizar dinheiro a curto ou longo prazo e não se preocupam em obter a melhor taxa de juros.

Por outro lado, uma conta de poupança de alto rendimento é boa para pessoas que desejam obter mais juros sobre suas economias.

Os investimentos de longo prazo são mantidos por um ano ou mais. As aplicações financeiras são mantidas por menos de um ano. Qualquer classe de ativo pode ser usada para compras de curto e longo prazo, mas alguns ativos têm maior probabilidade de fazer sentido como um ou outro.

Os investimentos de curto prazo podem ser usados ​​para aproveitar as oportunidades, mas exigem muito cuidado e são menos eficientes do que os investimentos de longo prazo.

Os ganhos de curto prazo são tributados da mesma forma que o rendimento normal, enquanto os ganhos de longo prazo têm a sua própria taxa de imposto.

A maioria dos investidores individuais pensa que as compras de longo prazo são o melhor caminho a percorrer.

O tempo que cada tipo de investimento é mantido é a principal diferença entre ativos de curto e longo prazo. Os investimentos de longo prazo são mantidos por anos, enquanto os investimentos de curto prazo são mantidos por dias, semanas, meses ou alguns anos.

Os investimentos de curto prazo são bons para necessidades ou objetivos atuais ou futuros, como economizar para férias, casamento ou melhorias na casa.

Metas financeiras de longo prazo, como aposentadoria e poupança para a faculdade, geralmente levam anos ou décadas para serem alcançadas.

Um portfólio diversificado pode ajudar os compradores a atingirem suas metas financeiras por meio de uma combinação de investimentos de longo e curto prazo.

Ao decidir entre compras de curto e longo prazo, os investidores devem pensar em seus objetivos e quanto tempo eles têm. Quando você investe no curto prazo, mantém um ativo por um ano ou menos.

Quando você investe a longo prazo, mantém um ativo por um ano ou mais.

A principal diferença entre os dois é como os compradores abordam um investimento, não o investimento em si, já que qualquer um pode pertencer a qualquer classe de ativos.

Depende de quanto tempo o investidor tem para gastar e quanto risco está disposto a correr.

Alguns investimentos de curto prazo podem ser sugeridos por um consultor financeiro, mas investimentos de longo prazo geralmente são a melhor escolha para a maioria das pessoas, a menos que estejam prontas para colocar uma grande parte de seu dinheiro em risco.

Estratégias de Investimento

Determinando quanto investir

O primeiro passo em qualquer plano financeiro é decidir quanto dinheiro colocar. Isso depende de quanto dinheiro você tem, no que deseja gastar e em quanto tempo precisa atingir sua meta. Se você está economizando para um objetivo de curto prazo e precisará do dinheiro em cinco anos, é melhor manter seu dinheiro seguro em uma conta poupança online, uma conta de gerenciamento de caixa ou uma carteira de investimentos de baixo risco.

Por outro lado, uma boa regra para economizar para a aposentadoria é tentar investir de 10% a 15% do seu salário a cada ano.

Entenda a diferença entre poupar e investir

É importante saber a diferença entre poupar e gastar se você quiser ter segurança financeira e um futuro brilhante. Guardar dinheiro para o futuro significa colocá-lo em uma conta segura e de baixo risco, como uma conta poupança, uma conta do mercado monetário ou um certificado de depósito (CD).

Investir, por outro lado, é arriscado, mas permite que você acompanhe os aumentos do custo de vida causados ​​pela inflação e lhe dá a chance de ganhar juros ou crescimento sobre o crescimento.

Escolhendo em que investir

Depois de decidir quanto investir e saber a diferença entre poupar e investir, você precisa escolher em que investir. A maioria das pessoas que trabalha com finanças classifica todas as compras em duas grandes categorias: ativos tradicionais e ativos alternativos.

Ações, títulos e dinheiro são exemplos de ativos tradicionais.

Por outro lado, imóveis, commodities e private equity são exemplos de ativos alternativos.

Você precisa saber quanto risco está disposto a correr antes de escolher as opções certas para você. Se as perdas de curto prazo o mantêm acordado à noite, você deve se concentrar em opções mais seguras, como títulos. Opte por ações se puder lidar com perdas no caminho para um crescimento agressivo de longo prazo.

É importante lembrar que nenhum dos dois é uma escolha de tudo ou nada, e mesmo o investidor mais cuidadoso deve misturar algumas ações de primeira linha ou um fundo de índice de ações, sabendo que os títulos seguros compensarão qualquer perda.

Diversificando sua carteira de investimentos

Diversificar seus investimentos é uma obrigação se você quiser diminuir o risco e ganhar mais dinheiro no longo prazo. Uma carteira diversificada possui diferentes tipos de títulos e investimentos de diferentes empresas e negócios.

Para fazer um portfólio diversificado, você deve comprar mais de um tipo de ativo, como títulos, ações, commodities, REITs, híbridos e muito mais. Você também deve investir em mais de um tipo de título dentro de cada tipo de ativo.

Por exemplo, você deve comprar títulos de mais de um fornecedor e ações de mais de uma empresa em um setor diferente.

Misturar fundos mútuos e fundos negociados em bolsa (ETFs) é uma maneira de diversificar seus investimentos. Você também pode comprar pelo menos 25 ações de diferentes setores ou um fundo de índice. Você também pode colocar parte do seu dinheiro em ativos de renda fixa, como títulos.

Equilibrando seu Portfólio

É importante encontrar um bom mix em uma carteira diversificada, que pode ser difícil, cara e trazer retornos menores porque o risco é menor. Mas se você tiver um portfólio diversificado, poderá ter mais chances de ganhar dinheiro, achar divertido aprender sobre novos ativos e obter retornos ajustados ao risco mais altos.

Em suma, montar uma carteira de investimentos diversificada significa comprar títulos e investimentos de diferentes emissores e negócios, comprar vários títulos diferentes dentro de cada tipo de ativo e garantir o equilíbrio da carteira.

Você pode expandir seu portfólio colocando dinheiro em fundos mútuos ou fundos negociados em bolsa (ETFs), comprando pelo menos 25 ações de diferentes setores ou um fundo de índice e colocando parte de seu dinheiro em ativos de renda fixa, como títulos.

Investir é um jogo de longo prazo, então você precisa ter paciência e seguir as regras. Você pode economizar dinheiro e construir riqueza para um futuro brilhante usando essas técnicas de investimento.

Riscos de investimento

Risco do negócio

O risco do negócio é um dos riscos mais comuns do investimento. Essa é a chance de algo ruim acontecer com a empresa e fazer o investimento valer menos. Alguns desses riscos podem ser um relatório de ganhos decepcionante, uma mudança na liderança, bens antigos ou irregularidades dentro da empresa.

Diversificar seu estoque é uma forma importante de lidar com o risco do negócio. Ao colocar seu dinheiro em uma variedade de empresas e campos, você pode diminuir o efeito de qualquer investimento em seu portfólio como um todo.

Risco de Alocação

O risco de alocação, que é o risco de não ter uma carteira diversificada, é outro risco. O risco sistêmico é um risco que afeta a economia como um todo. O risco não sistémico é um risco que afeta apenas uma pequena parte da economia ou mesmo apenas uma empresa.

É importante ter uma estratégia equilibrada para lidar com o risco de alocação. Isso significa colocar seu dinheiro em diferentes tipos de ativos, como ações, títulos e dinheiro. Ao distribuir seus investimentos, você pode tornar cada um menos importante para o seu negócio como um todo.

Perdendo dinheiro

Quando você investe, também existe a chance de perder dinheiro. Por definição, poupar envolve muito pouco risco, enquanto comprar envolve o risco de perder dinheiro. Então, em geral, comprar é mais arriscado do que economizar.

Mas comprar também pode lhe dar a chance de ganhar mais dinheiro.

Para não perder dinheiro, é importante escolher opções que se encaixem em seus objetivos, o quanto você se sente confortável com o risco e por quanto tempo planeja manter o dinheiro. O investimento bem-sucedido requer uma visão de longo prazo, disciplina e paciência.

Quando o mercado está volátil, pode ser difícil manter o curso.

Risco específico da empresa

Os investidores que compram ações individuais provavelmente enfrentam riscos específicos da empresa mais do que qualquer outro risco. Se você possui ações de uma empresa que não ganha dinheiro suficiente, você pode perder dinheiro.

Diversificar seu estoque é importante se você deseja lidar com o risco específico da empresa. Ao colocar seu dinheiro em uma variedade de empresas e campos, você pode diminuir o efeito de qualquer investimento em seu portfólio como um todo.

Erros comuns de investimento

Investir pode ser uma ótima maneira de ganhar mais dinheiro, mas é importante ficar longe de erros comuns que podem custar dinheiro. Aqui estão alguns dos erros mais comuns:

  • Investir dinheiro que você logo precisará. Antes de investir, é importante ter uma base financeira sólida e construir uma reserva de caixa para não precisar depender de seus investimentos em caso de emergência ou de uma determinada compra.
  • Ter objetivos de investimento pouco claros. É importante ter objetivos claros ao investir e garantir que seus objetivos estejam alinhados com sua tolerância ao risco e horizonte de tempo de investimento.
  • Não se educar antes de investir. É importante fazer sua devida diligência e pesquisa antes de investir no mercado.
  • Deixar de traçar um plano de longo prazo, permitir que a emoção e o medo influenciem suas decisões e não diversificar seu portfólio também são erros comuns a serem evitados. É importante desenvolver um plano cuidadoso e sistemático e cumpri-lo.
  • Negociar demais e com muita frequência. Paciência é uma virtude quando se trata de investir, e é importante evitar ser pego por manias ou modismos de investimento.
  • Tomando muito, pouco ou o risco errado. É importante assumir algum nível de risco em troca de uma recompensa potencial, mas assumir muito risco pode levar a grandes variações no desempenho do investimento que podem estar fora de sua zona de conforto. Assumir riscos muito pequenos pode resultar em retornos muito baixos para atingir suas metas financeiras.

Gestão de Investimentos

Economizar dinheiro pode ser difícil, mas é uma parte importante de fazer um plano para o seu dinheiro. Quanto dinheiro gastar vai depender da situação e dos objetivos de cada pessoa. Existem, no entanto, algumas regras gerais que podem ser úteis.

Determinando sua meta de economia

A maioria das pessoas diz que você deve ter dinheiro suficiente economizado para cobrir os custos básicos por três a seis meses. Para descobrir quanto você precisa economizar, some seus custos principais de três a seis meses. Quando o valor da meta for atingido, você pode querer investir mais dinheiro.

Quanto Investir

Especialistas dizem que 15% do seu salário antes dos impostos é uma boa regra para quanto do seu dinheiro você deve investir. Isso está de acordo com a regra 50/15/5, que diz que 50% do seu salário líquido deve ser gasto em necessidades, 15% em investimentos e 20% em economias e pagamento de dívidas.

É importante ter em mente que o valor a poupar ou gastar pode variar de pessoa para pessoa. Por exemplo, se alguém está atrasado na poupança para a aposentadoria, pode precisar economizar mais de 20% de seu salário para recuperar o atraso.

Também é importante ter um fundo de emergência, que pode ser usado para cobrir despesas que surgem do nada.

A maioria dos especialistas diz que você deve economizar pelo menos três a seis meses de custo de vida em caso de desastre.

Como determinar seu valor de poupança ou investimento

Para descobrir quanto economizar ou gastar, você deve anotar seus custos mensais básicos de vida e multiplicá-los pelo número de meses que deseja cobrir. Também é importante colocar dinheiro na conta regularmente após a primeira vez, para que o dinheiro possa crescer com o tempo.

Acompanhamento e Ajuste de Investimentos

Uma grande parte de economizar dinheiro é ficar de olho nos investimentos e fazer alterações neles ao longo do tempo. Verificar o mix de ativos regularmente para ver se ainda funciona para você é uma maneira de ficar de olho em suas finanças.

Se seu objetivo geral ou situação de vida mudou muito, talvez seja necessário alterar a quantidade de risco que está assumindo.

Você também pode ficar de olho em seus investimentos usando aplicativos de gerenciamento de portfólio. Esses aplicativos extraem informações de todas as suas contas financeiras e mostram em um só lugar quais ações você possui, quantas ações de cada uma e como estão indo.

O Personal Capital é um aplicativo gratuito para gerenciamento de sua carteira sugerida.

Ajustando os investimentos ao longo do tempo

Você pode alterar seus investimentos ao longo do tempo usando ferramentas de poupança automática que facilitam e agilizam a economia de dinheiro. Ao configurar suas economias para acontecerem automaticamente, é mais provável que você economize regularmente e veja seu dinheiro crescer.

Você também pode usar ferramentas e aplicativos de planejamento para ajudá-lo a analisar seus gastos mensais e encontrar lugares para cortar. Depois de decidir reduzir seus gastos mensais, é importante manter seu plano e economizar.

Uma planilha com três colunas: Data, Contribuições Pendentes e gastos pode ser usada para rastrear as metas de gastos.

Quando você transfere dinheiro de sua conta corrente para sua conta poupança, você move esse valor para a seção Poupança.

Estratégias de Investimento

Se suas ações estão perdendo dinheiro, é importante não surtar e vendê-las. Em vez disso, você deve comprar outros ativos. Se você não gosta de correr riscos, os fundos de títulos municipais podem ser uma boa maneira de ampliar seu portfólio ou obter um retorno melhor do que algo como um certificado de depósito (CD).

Pequenas mudanças se somam

Pequenas mudanças podem aumentar rapidamente quando se trata de economizar dinheiro. Juntos, mudar alguns de seus hábitos diários, cortar suas contas mensais e usar ferramentas que ajudam você a economizar dinheiro automaticamente podem fazer uma grande diferença.

Se você configurar uma transferência mensal de sua conta bancária para sua conta poupança, o dinheiro será acumulado sem que você precise fazer mais nada.

Juros compostos: o segredo para aumentar suas economias

Se você quer economizar dinheiro, provavelmente já ouviu falar em juros compostos. Mas o que exatamente é isso e por que é tão importante? Bem, deixe-me explicar para você.

Os juros compostos são quando os juros que você ganha em suas economias são adicionados ao seu principal e, em seguida, os juros são calculados sobre o novo total.

Isso significa que seu dinheiro cresce mais rápido com o tempo, pois os juros que você ganha também rendem juros.

Agora, é aqui que as coisas ficam interessantes.

Quanto mais tempo você deixar seu dinheiro investido, mais ele crescerá graças aos juros compostos.

Isso ocorre porque os juros que você ganha a cada ano são adicionados ao seu principal e, em seguida, os juros são calculados sobre o novo total.

Com o tempo, isso pode levar a um crescimento sério em suas economias.

Portanto, se você está procurando opções de investimento que o ajudarão a aumentar suas economias ao longo do tempo, considere o poder dos juros compostos.

Pode parecer pouco no começo, mas com o tempo pode fazer uma grande diferença no seu futuro financeiro.

Para maiores informações:

Desvendando o poder dos juros compostos

Implicações fiscais

Investir seu dinheiro é uma ótima maneira de ganhar mais dinheiro, mas é importante saber como seus investimentos afetarão seus impostos. Se você investir em uma conta não qualificada (tributável), terá que pagar impostos sobre qualquer dinheiro que seu portfólio gere.

Existem três maneiras diferentes de ganhar dinheiro com investimentos: receita de juros, ganhos de capital e lucros.

A receita de juros vem de contas bancárias, títulos e outros ativos. Os rendimentos de juros são tributados às mesmas taxas que os outros rendimentos. Quando você vende um investimento e obtém lucro, você tem um ganho de capital.

Se você mantiver o investimento por mais de um ano, pagará menos imposto sobre o ganho.

Os dividendos são tributados às mesmas taxas que os outros rendimentos.

Investimento com eficiência fiscal

As escolhas de investimento com eficiência fiscal podem ajudar os investidores a manter suas contas de impostos o mais baixas possível. Investimentos que são mais amigáveis ​​com impostos do que outros são aqueles que são eficientes em impostos. O setor imobiliário é um negócio popular porque os investidores podem obter incentivos fiscais, impostos mais baixos sobre ganhos de capital e outros benefícios.

Investir em uma conta com impostos diferidos, como um IRA ou 401 (k), também pode ajudar os investidores a pagar menos impostos.

Quando a faixa de imposto de uma pessoa sobe, gastar de forma a minimizar os impostos torna-se mais importante. Escolher investimentos e dividir ativos são as duas coisas mais importantes que afetam os resultados.

O Schwab Center for Financial Research analisou os efeitos de longo prazo dos impostos e outros custos sobre os retornos do investimento e descobriu que gastar com eficiência fiscal pode reduzir a carga tributária de um investidor e aumentar sua receita líquida.

Investimentos que economizam impostos

Os investidores também podem pensar em investimentos que os economizem em impostos, como fundos de títulos locais, que não precisam pagar impostos federais. Mas os proprietários podem ter que pagar impostos sobre quaisquer ganhos de capital que obtiverem com a negociação do fundo ou com a venda de suas ações.

Os investidores devem conversar com um consultor financeiro e fazer escolhas bem informadas para reduzir seus impostos e obter o máximo de seus investimentos.

Estratégias para economizar dinheiro

Há muitas maneiras de economizar dinheiro para que você aproveite ao máximo e corra o mínimo de risco. Diversificar sua riqueza significa colocar seu dinheiro em coisas diferentes, como ações, títulos e imóveis.

Isso espalha o risco e diminui o efeito se uma ação não for bem.

Mas é importante não se espalhar muito, porque isso pode levar a resultados inferiores.

Outra coisa que você pode fazer é reequilibrar regularmente seus investimentos. Isso significa vender ou cortar investimentos que deram certo e comprar investimentos que não deram tão certo. Isso ajuda você a manter a alocação de metas do seu portfólio.

O rebalanceamento permite vender quando os preços estão altos e comprar quando estão baixos.

Isso pode ajudá-lo a ganhar mais dinheiro e reduzir o risco.

Também é importante limitar sua exposição a flutuações e ficar de olho nas tendências de longo prazo de seus investimentos. Isso pode ajudá-lo a evitar que seu estoque seja muito volátil e a sair das negociações quando a tendência for contra você.

Você também pode diminuir o risco colocando seu dinheiro em três ou quatro grupos "industriais" que agem de maneira diferente em diferentes situações econômicas.

Por fim, você deve saber com quanto risco pode lidar e fazer um plano para lidar com isso. Isso significa descobrir quanto perigo você pode lidar e fazer um plano para lidar com isso com a ajuda de um profissional financeiro.

Ao usar essas táticas, você pode economizar dinheiro e aproveitá-lo ao máximo, minimizando seus riscos.

Análise final e implicações

Pode ser difícil decidir o que fazer com seu dinheiro, mas é importante lembrar que não existe uma solução única para todos. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, é importante pensar em suas metas financeiras pessoais, em como você se sente confortável com o risco e quanto tempo você tem para gastar.

Embora ações e títulos possam parecer a melhor forma de gastar, existem outras opções a serem consideradas, como imóveis, commodities e até criptomoedas.

Essas escolhas podem ter seus próprios benefícios e dar ao seu negócio uma gama mais ampla de investimentos.

Os planos de investimento também podem ser muito diferentes, desde um plano cauteloso de comprar e manter até um plano de day trading mais arriscado.

É importante encontrar um plano adequado aos seus objetivos e à quantidade de risco que você está disposto a correr.

Os riscos de investimento não podem ser totalmente evitados, mas podem ser administrados distribuindo seus investimentos e fazendo seu estudo.

É importante conhecer os riscos que acompanham cada escolha de negócio e ter um plano de como lidar com eles.

A gestão de investimentos pode ser difícil, mas as pessoas que não têm tempo ou conhecimento para administrar seus próprios portfólios têm outras opções.

Para ajudá-lo a lidar com seus investimentos, convém trabalhar com um consultor financeiro ou usar consultores robóticos.

Por fim, ao fazer escolhas de investimento, você deve sempre pensar em como elas afetarão seus impostos.

É importante saber como cada comércio afeta seus impostos e trabalhar com um profissional tributário para garantir que você aproveite ao máximo seus benefícios fiscais.

Investir pode ser um assunto difícil e confuso, mas é importante saber que não existe uma maneira certa de fazer isso.

Reserve um tempo para aprender sobre suas opções, pense em suas próprias metas financeiras e trabalhe com especialistas para fazer escolhas inteligentes.

Lembre-se de que comprar é um processo, não um objetivo.

Seu Plano de Liberdade

Cansado da rotina diária? Você tem sonhos de independência financeira e liberdade? Você quer se aposentar cedo para aproveitar as coisas que ama?

Você está pronto para fazer o seu "Plano de Liberdade" e escapar da corrida dos ratos?

Plano de Liberdade Futura

Quanto do seu salário você deve economizar? (Com dados)

Dica: Ative o botão de legenda se precisar. Escolha 'tradução automática' no botão de configurações se você não estiver familiarizado com o idioma inglês. Pode ser necessário clicar primeiro no idioma do vídeo antes que seu idioma favorito fique disponível para tradução.

Links e referências

  1. Livreto "Um guia para seu dinheiro e seu futuro financeiro"
  2. Curso "Poupar e Investir"
  3. "O Investidor Inteligente" de Benjamin Graham
  4. "O Pequeno Livro do Bom Senso Investindo" por John C. Bogle
  5. Artigos relacionados:

    Ações 101: Benefícios, Riscos e Dicas

    Títulos 101: Tipos, Riscos e Implicações Fiscais

    Fundos Mútuos 101: Benefícios, Riscos e Mais

    Economia Imobiliária: Dicas e Benefícios

    Introdução às Letras do Tesouro: Noções básicas de investimento

    ETFs: benefícios, riscos e implicações fiscais

    Commodities 101: Noções básicas e dicas de investimento

    Explorando investimentos alternativos: prós e contras

    Lembrete pessoal: (status do artigo: bruto)

    Compartilhar no…